Da esquerda para a direita: Marcelo Gomes, Diretor Comercial da Smarttech | Roseane Campos, Diretora Regional da SAE Seção Porto Alegre | Ricardo Nogueira, Presidente da Smarttech | Daniel Zacher, Chairperson 10º Símpósio

“Pode fazer filho que não vai faltar comida”. A frase dita por um dos palestrantes do 10º Simpósio SAE BRASIL de Máquinas Agrícolas reflete o otimismo do setor de agronegócio apesar das incertezas econômicas que vive nosso País. A SMARTTECH foi mais uma vez uma das patrocinadoras do evento, que foi realizado em 30 de agosto último na sede da FIERGS em Porto Alegre (RS) com mais de 300 participantes, expositores e palestrantes, e trouxe os temas mais relevantes para o setor.

O simpósio nos deixou a constatação de que é crescente no segmento agrícola a incorporação de tecnologias de última geração em máquinas, implementos, no manejo da terra e na logística. O uso de técnicas de IoT, Inteligência Artificial, Big Data e forte automação já não se restringe às indústrias. O campo usa regularmente essas ferramentas para desenvolver seu trabalho.

Também a gestão adotou o uso de sistemas de ERP em busca de mais produtividade, como qualquer empreendimento que precisa ser competitivo. Tais demandas têm tido dificuldade para encontrar profissionais preparados para assumir as funções requeridas, e o agrônomo, que vive o dia a dia da fazenda, está virando raridade.

Observamos ainda que, com uma frota de mais de 20 anos em média, o Brasil precisa se atualizar e há um mercado enorme de máquinas a serem substituídas para que possamos nos beneficiar das novidades tecnológicas. Este setor da economia brasileira vem puxando nosso crescimento, e existem fortes razões no mercado interno e externo para crer que continuará assim por muito tempo.